google-site-verification: googled5a38144460aaa94.html #mensagens diversificadas |md|: online

Hot

Pesquisar

Mostrando postagens com marcador online. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador online. Mostrar todas as postagens

08/07/2018

você sabia da História dos domínios de Internet: Conheça a origem, o desenvolvimento e o lucrativo mercado por trás dos endereços da Internet

11:39 0

...    A História dos domínios de Internet     

 A História dos domínios de Internet

Conheça a origem, o desenvolvimento e o lucrativo mercado por trás dos endereços da Internet





Qualquer usuário da Internet está acostumado com a ideia de digitar um endereço na barra do navegador e, assim, ser levado até um site específico. 

É um princípio básico da navegação online

Mas você sabia que nem sempre foi tão fácil? 

A ideia de atribuir um nome, ou seja, um domínio
para identificar um website
é um mecanismo criado alguns anos após o início da Internet.

Hoje, os domínios são importantes para a identidade de marcas e organizações e movimentam um mercado milionário

Confira, a seguir, um breve histórico desse universo e as curiosidades que envolvem o tema.





Um dos endereços mais acessados do mundo (Foto: Melissa Cruz/TechTudo)


Origens

A Arpanet, precursora da Internet
surgiu na década de 1960
foi a partir dela que, 
aos poucos, uma rede mundial de computadores 
foi se desenvolvendo. 
Nos anos 1980, a Internet 
já utilizava o protocolo TCP/IP 
para o envio e recebimento de dados
que é a norma até hoje.

Porém, os 
números divididos por pontos 
que direcionavam até os sites 
não eram algo muito simples para o usuário comum. 
É aí que entra o 
Sistema de Nomes de Domínios (DNS, na sigla 
em inglês), 
o recurso criado para traduzir 
os endereços IP 
para nomes de domínios
muito mais 
coerentes e fáceis de lembrar.

Em 1984, foram estabelecidos os 
sete primeiros domínios de 
primeiro nível (TLDs), 
que são as terminações dos endereços web
como 
“.com”, 
“.net” 
ou 
“.org”. 

O primeiro domínio registrado foi o
 symbolics.com, 
em 1985, 
por uma fabricante de computadores 
em Massachusetts, nos Estados Unidos.


Nessa época, qualquer um poderia registrar um domínio gratuitamente

Só a partir de 1995 esse procedimento se tornou pago. 

A empresa de consultoria tecnológica Network Solutions foi a primeira com a habilidade cobrar pelos registros.



ICANN, órgão responsável por regular os domínios com nome na Internet  (Foto: Divulgação/ICANN) 


Entre os 100 primeiros domínios da História, estão nomes conhecidos do mundo da tecnologia
como 
Xerox.com, 
HP.com, 
Siemens.com, 
Adobe.com 

Apple.com 
— todos registrados de 1985 a 1987. 

A popularização e comercialização da Internet
porém, só viria na década seguinte.

O sistema de domínios 
era controlado pelo governo americano até 1998, 
quando o Departamento de Comércio dos EUA 
decidiu privatizar o DNS

O objetivo era aumentar a competitividade no mercado e impulsionar a participação internacional

No entanto, houve muitas críticas quanto ao regulamento, que foram expressadas em um documento público e resultaram na criação da 
Corporação da Internet para Nomes e Números Atribuídos (ICANN), 
uma entidade sem fins lucrativos 
responsável pela gestão global dos endereços de 
IP e dos domínios.

Regulamentações

Com o crescimento da Internet 
e suas infinitas oportunidades, 
surgiam também problemas. 

Um deles era o registro de domínios enganosos. 

Para combater a criação abusiva de URLs 
que se passam por marcas e pessoas 
usando nomes similares 
ou se aproveitando de erros de digitação
os Estados Unidos aprovaram, em 1999, 
a Lei de Proteção ao Consumidor Anticybersquatting.


Outra questão eram os domínios falsos que encaminhavam usuários para sites pornográficos. 

Endereços atrativos inclusive 
para o público infantil, 
como 
teletubbies.com, 
foram usados assim. 
Visando coibir isso, em 2003,
foi aprovada a 
Lei de Verdade 
em 
Nomes de Domínios, 
uma norma que proíbe a prática. 
Já em 2005, os EUA apresentaram o 
"US Principles on the Internet DNS", 
um documento oficial com diretrizes 
para assegurar 
segurança e estabilidade 
ao sistema de domínios.

No Brasil
o registro de domínios 
esbarra em leis de 
propriedade intelectual 

direito do consumidor, 
mas não temos legislação concreta sobre o tema. 
Projetos de lei com essa finalidade tramitam no Congresso Nacional e no Senado desde pelo menos 2003, mas nada foi adiante. 
O que existe no país 
é a atribuição da responsabilidade 
pelos registros ao 
Núcleo de Informação e Coordenação do 
Ponto BR (NIC.br), 
por meio do Registro.br
A entidade civil sem fins lucrativos implementa as decisões e os projetos do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), que é o 
responsável por coordenar e integrar as iniciativas e serviços da Internet nacionais.

Expansão dos TLDs

Em 2014, o ICANN 
disponibilizou mais de 130 novos domínios de primeiro nível, aumentando exponencialmente as possibilidades para novos websites
São terminações com 
nomes de locais, 
objetos, 
ações, 
marcas, 
comidas, 
esportes, 
entre outros, como 
.vote”, 
.music” 
ou 
.apple”. 

O total de TLDs disponíveis em 2017 ultrapassava 1,5 mil. No início deste ano, o NIC.br anunciou a oferta de 56 opções de categorias relacionadas a 
cidades brasileiras, como 
.rio.br”, 
.sampa.br” 
ou 
.floripa.br”.



Centenas de domínios de primeiro nível surgiram nos últimos anos (Foto: Reprodução/Web Drive)


O TLD com mais endereços registrados é o 
“.com”, 
disparado à frente do ranking. 

Em seguida, estão, 
“.cn”, 
“.tk” 

“.de”, 
referentes, respectivamente, 
à China, 
ao arquipélago de Tokelau 
e à 
Alemanha, 
e o 
“.net”. 

Com frequência, domínios de primeiro de nível de países são apropriados para outros usos. 
Por exemplo, o “.tv” 
foi criado para o Tuvalu, 
uma estado da Polinésia, 
mas é muito utilizado pela indústria televisiva, e o 
“.im”, que se refere à Ilha de Man, 
uma nação britânica, 
costuma ser empregado por 
serviços de mensagens instantâneas.

Grandes negociações

O surgimento dos domínios deu origem a um mercado milionário, em que empreendedores compram endereços aos montes para vendê-los por preços mais altos. É como uma especulação imobiliária virtual: determinados domínios, em especial nomes simples e óbvios, são extremamente lucrativos para quem sai na frente e consegue registrá-los. 
Afinal, 
um domínio adequado 
pode ser muito importante 
para a 
visibilidade 
e a 
identidade de um negócio

Durante um dia de 2012, Mike Mann, um desses especuladores, comprou quase 15 mil domínios.

O endereço mais caro de todos os tempos é o lasvegas.com
negociado por US$ 90 milhões em 2005. 
Outros exemplos de grandes vendas 
no ramo incluem o 
vacationrentals.com, 
comprado por US$ 35 milhões por um empresário do turismo, em 2007, 
e o 
sex.com, 
que movimentou US$ 13 milhões em 2010 depois de uma longa e complexa disputa judicial.

Conseguir um bom domínio hoje é de fato bastante difícil, principalmente entre os escassos .com”. 
Segundo um estudo da 
startup croata WhoAPI, desde 2013, 
todas as combinações possíveis 
com quatro letras estão esgotadas
De 
aaaa.com 

zzzz.com, 
as 
456.976 possibilidades 
já foram 
registradas.





fonte: techtudo
..
            Пост! 
o ooOAdicione sua URL no Google, e apareça nas buscas

Continue lendo +

01/07/2014

Você sabe : "Como Iniciar uma Comunidade de Discussão Online"

12:12 0

"Como Iniciar uma Comunidade de Discussão Online"



Painéis de mensagens online 

pode ser uma ótima forma de 

conectar pessoas que possuem interesses 

similares. 

Seguindo alguns passos simples, 

você pode criar uma 

próspera comunidade online que proverá a você e 

aos demais membros da mesma 

muitas discussões interessantes.

editarPassos

  1. Start an Online Discussion Community Step 1.jpg
    1
    Escolha um tópico específico para a comunidade. Se você planeja gerenciar a comunidade você mesmo, escolha um assunto sobre o qual possua conhecimento e interesse. Pelo fato de já existirem muitas comunidades online disponíveis, é interessante definir bem o seu nicho. Por exemplo, "Fórum Republicano Budista" provavelmente funcionará melhor do que "Fórum Religiões e Política".
  2. Start an Online Discussion Community Step 2.jpg
    2
    Selecione um pacote de hospedagem. Se você possui algum espaço web e um pouco de experiência com desenvolvimento web, você pode configurar o seu próprio quadro de mensagens utilizando um pacote de software.  
  3. Se você é incapaz de configurar sua própria hospedagem, você poderá utilizar algum dos serviços de fórum disponíveis na internet, tal como o EZboard ou o Proboards
  4. Certifique-se de escolher uma boa hospedagem, pois você não deseja indisponibilidade. Consiga bons softwares comunitários de forma que você consiga atender a todas as vontades e necessidades de sua comunidade.
  5. Start an Online Discussion Community Step 3.jpg
    3
    Crie os seus fórums (áreas de discussão). Idealmente, você deverá querer entre 5 e 10 fóruns separados, cada um lidando com um determinado aspecto do assunto principal de sua comunidade. Por exemplo, você pode ter um fórum "Discussões Gerais", um fórum "Ciência", um fórum "Discussão Política", etc. 
  6.                        Tente não exagerar nas categorizações. Pergunte a si mesmo se cada sub-fórum criado irá melhorar sua comunidade facilitando os novos tópicos ou se irá prejudicar ao quebrar demais as informações, forçando os usuários a uma busca cansativa pelo conteúdo que desejam.
  7. Start an Online Discussion Community Step 4.jpg
    4
    Publique a sua comunidade. Se você possui amigos online com interesses similares, envie-os um rápido e-mail para informar sobre o seu "grande lançamento". Se você possui um site, anuncie sua nova comunidade aos seus visitantes. O que quer que você faça, evite a prática de "spam" (propaganda para estranhos sem a permissão dos mesmos). A prática de spam irá arruinar a reputação de sua comunidade antes mesmo de a mesma iniciar. Você também pode adicionar sua comunidade em suas assinaturas e perfis. Quando você fizer algum post, as pessoas verão.
  8. Start an Online Discussion Community Step 5.jpg
    5
    Selecione moderadores. Cada fórum de discussão em sua comunidade deverá ter seu próprio moderador. O moderador mantém as discussões atualizadas iniciando novos tópicos e removendo conteúdo inapropriado. Usuários da comunidade que possuem um bom conhecimento sobre o determinado tema do fórum e dispostos a gastar alguns minutos diariamente ajudando a comunidade a crescer podem ser bons moderadores.
  9. Start an Online Discussion Community Step 6.jpg
    6
    Gerencie a comunidade. Você e a equipe de moderadores devem concordar em algumas regras básicas de conduta (tal como "nada de ataques pessoais") e aplicá-las na comunidade. Ocasionalmente, você poderá precisar banir da comunidade um usuário mal intencionado ou desrespeitoso como forma de evitar problemas.
  10. Start an Online Discussion Community Step 7.jpg
    7
    Faça parcerias estratégicas. Troque links com outras comunidades de assuntos similares como forma de aumentar sua base de usuários. Conforme sua comunidade vai crescendo em tamanho e atividade, você terá mais oportunidades para criar parcerias estratégicas com outros sites.
  11. Start an Online Discussion Community Step 8.jpg
    8
    Ao longo do tempo, desenvolva uma atmosfera de comunidade. Você precisa fomentar um senso de lealdade e de "pertencer" entre os membros ou eles poderão, eventualmente, migrar para outras comunidades. Jogos, concursos, títulos customizados para os usuários e outros "truques" funcionam bem, mas simples amizade e respeito são ainda melhores.

editarDicas

  • Você pode querer ter um local onde os usuários possam jogar spam ou lixo aleatório: para a maioria dos fórums, isto acontecerá de qualquer forma, portanto, é melhor criar um sub-fórum onde as pessoas possam fazê-lo sem desviar o tópico original da comunidade.
  • Nâo espere o sucesso surgir da noite para o dia. Leva algum tempo até que você consiga estabelecer uma base de usuários ativos. Matenha a comunidade e a palavra acabará se espalhando. Pode levar alguns anos até que a sua comunidade se torne auto-suficiente.
  • Adapte suas normas e padrões ao assunto. Por exemplo, uma comunidade religiosa provavelmente terá regras muito bem definidas se comparada a uma comunidade sobre trotes telefônicos. Os padrões de sua comunidade não podem ser nem extremamente rígidos nem extremamente relaxados para o seu público-alvo.
  • Mantenha um pessoal de apoio (Moderadores e Administradores) e fórums proporcionais à comunidde. Se você possui apenas 30 membros, você não precisará de 20 moderadores ou 50 fórums. Apenas adicione fórums e moderadores quando assim for necessário - você não deve tornar uma pessoa moderadora apenas pelo fato de ela ser sua amiga ou por ela ter lhe pedido isto, e você não deverá fazer um fórum inteiro dedicado ao desenho Pokémon em uma comunidade sobre política apenas pelo fato de você gostar do desenho ou jogos do Pokémon.

editarAvisos

  • Se você optou por ter alguém para hospedar o seu fórum por você, eles deverão forçar os seus usuários a ver propagandas e anúncios. Este é o caso da maioria dos hosts de fórums gratuitos. Você geralmente pode remover os anúncios por uma pequena quantia em dinheiro. Você pode, entretanto, encontrar um host de fórums gratuito que não lhe force a ter anúncios em seu fórum. Escolher um host de hospedagem sem anúncios dará ao seu fórum um aspecto mais profissional que seus visitantes irão gostar.
  • Como administrador de uma comunidade, esteja preparado para encontrar alguns assédios ocasionalmente. Usuários mal intencionados são uma triste realidade na internet e, muitos deles, não levam amigavelmente o fato de serem banidos de uma comunidade. Se você é excessivamente sensível a críticas, você pode querer deixar que outra pessoa seja responsável por gerenciar a sua comunidade em seu lugar.

Sobre o Artigo


..." autores pela contribuição: Sabrina L. Furtado, Maluniu (ver todos)
Noutras línguas:

Continue lendo +

mensagens

Post Top Ad